Avina
Relaciones Globales

Quinze anos e um novo modelo operativo

 

Em 2009, a Fundação AVINA completou quinze anos trabalhando para o desenvolvimento sustentável na América Latina. Desde sua criação em 1994, a AVINA tem investido fortemente no capital social da América Latina e tem aprofundado seu conhecimento sobre as melhores práticas e estratégias para potencializar as mudanças sociais na região. O aniversário coincidiu com a instalação de um novo modelo operativo para alcançar os objetivos institucionais de longo prazo.


Até 2012, a Fundação AVINA pretende contribuir, junto com seus aliados, para a realização de dez transformações concretas cujo impacto seja relevante para o desenvolvimento sustentável da América Latina. Para isso, em 2009 redesenhamos nossa estrutura e forma de operar. E mais, nos convertemos em uma plataforma regional para gerar um ciclo contínuo de identificação, dimensionamento e autonomia denominado Oportunidades de Relevância Continental (ORC). As ORC não são nem serão áreas temáticas da AVINA, mas enfoques de trabalho com objetivos de mudanças específicas e compartilhadas com aliados.


Para a AVINA, uma oportunidade de transformação representa um ponto de inflexão que favorece a alteração de escala, uma promessa de valor que motiva a AVINA e diversos aliados no sentido de unir esforços em uma agenda compartilhada de ações articuladas. Orientada por estas oportunidades, a AVINA une suas competências como instituição parceira de líderes e organizações que compartilham os mesmos objetivos, proporcionando, dentro de nossa capacidade, conhecimento, relações, recursos, estratégias e ferramentas para a causa comum. Da mesma forma, buscamos estabelecer parcerias com outras instituições doadoras para multiplicar o impacto destas oportunidades e promover sua sustentabilidade em longo prazo.


A orientação por oportunidades de relevância continental afeta nossa equipe, pois temos que nos organizar de forma diferenciada e equilibrar a visão local com a perspectiva regional. Portanto, agora, a AVINA tem uma estrutura em que as equipes são formadas em função das oportunidades de transformação, onde as unidades físicas se relacionam muito mais, as instâncias de decisão são mais colegiadas e onde a virtualidade tem conseguido maior relevância para aumentar a eficiência no uso de recursos financeiros, humanos e tecnológicos. Ao mesmo tempo, temos ampliado nossa rede. Continuamos trabalhando com líderes e a liderança segue sendo a chave em nossa abordagem, mas entendemos que a mudança requer coalizões diversas de líderes, empreendedores, empresários, governo, organizações locais e internacionais, ou seja, um grupo amplo de aliados reunidos em torno de uma visão comum e com vontade de mudança.


O redesenho de nosso novo modelo operativo foi o resultado de uma intensa construção participativa interna na qual se buscou a sintonia entre as aprendizagens do passado, os objetivos do presente e o potencial para o futuro. Ao instalar este modelo operativo, a AVINA mantém seu DNA institucional, ou seja, sua missão, visão e valores originais. O legado que a AVINA construiu e acumulou ao longo de sua história é a base para avançar nesta nova estratégia de escala latino-americana.